mulher com lenço no nariz espirrando

O que nunca te contaram sobre a Rinite Alérgica

Essa mudança de tempo constante está acabando com a saúde de muita gente não é mesmo? Parece que acordamos no inverno, a tarde estamos no mais alto verão, e no final do dia vem aquele outono, com um friozinho leve e uma chuvinha. Não dá nem para preparar a vestimenta adequada para enfrentar várias estações no mesmo dia. 

E o equilíbrio do nosso corpo, como fica com essa mudança climática brusca? Quem sofre com espirros e coriza constante, sabe que é praticamente impossível se manter bem e saudável nesse clima. 

Mas a Medicina Chinesa tem várias dicas para você, que sofre com ataques de rinite nessa época do ano. Fique ligado! 

A rinite na Medicina Chinesa

Já explicamos um pouco aqui no blog o que é a rinite alérgica para a medicina ocidental. Podemos dizer que é uma condição de hiper-reatividade do nosso sistema imunológico à certos alérgenos. Os principais sintomas são congestão nasal, coriza com secreção clara, dor de cabeça moderada e espirros. 

Para a Medicina Chinesa, esses sintomas são característicos de uma invasão pelo fator patológico Vento-Frio. Já explicamos um pouco sobre fatores patológicos por aqui

Esse Vento com característica de Frio, pode entrar em nosso organismo por várias regiões do corpo, inclusive pela região nasal. Em condições normais de equilíbrio energético, o organismo lida com o fator patológico e não são desenvolvidos sintomas. Mas em condições de desequilíbrio e recorrência, o Vento-Frio é nocivo para nós. 

Nesse cenário, a pessoa deve ter o organismo suscetível para que desenvolva os sintomas de rinite alérgica. Indivíduos com deficiência dos sistemas de defesa dos canais do Pulmão e Rim, especialmente, são muito propensos a desenvolver essa condição. 

Nesses casos, não há força para lutar contra o fator patogênico, e a doença então se desenvolve. Alguns sintomas em específico, como os espirros, têm ligação direta com a deficiência energética dos Rins, agravando ainda mais a condição.   

Como evitar os sintomas

Nessa época de mudança climática tão brusca, o vento é o fator mais influente em nossa saúde, por isso devemos ficar atentos. A principal prática para evitar os sintomas da rinite é se proteger do vento, claro. Estar sempre com os ombros, pescoço, região lombar e pés bem protegidos é fundamental. Esses são os locais do nosso corpo mais suscetíveis à entrada de Vento patológico. Mas não é só isso. 

Como vimos, a rinite é causada também por uma deficiência nos canais energéticos do Pulmão e Rim. Portanto, devemos fortalecê-los para que a energia esteja fluindo adequadamente por eles. Somente desta forma seremos capazes de combater com eficácia a entrada de Vento-Frio. 

Nesse sentido, beber bastante água é imprescindível. A água em nosso organismo irá nutrir o meridiano do Rim, além de fazer com que todo o sangue e energia dentro de nosso corpo circule melhor. Além disso, o canal energético do Pulmão é tido na Medicina Chinesa como o que controla a pele. Desta forma, o Pulmão passa a ser o meridiano mais facilmente afetado por fatores patogênicos externos. Por isso é tão importante estarmos bem protegidos do Vento.

Por fim, um tratamento com acupuntura e as técnicas de Medicina Chinesa é fundamental para manter o equilíbrio e fortalecer o Pulmão e o Rim. Se você ficou curioso, corre para agendar sua consulta agora mesmo!

Comentários

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp